2 de ago de 2008

Bem vindo ao blog UBT Boulder

Não espere desse blog as últimas notícias do mundo da escalada, as cadenas mais impressionantes ou reportagens muito sérias. Já existem diversos blogs de qualidade falando sobre isso, e sempre que possível vamos direcionar você até eles.
Nosso objetivo é mostrar a escalada da maneira como a enxergamos: descontraída e cheia de lugares e pessoas interessantes (e algumas nem tanto). Vamos alternar entrevistas com figuras da escalada com dicas de vídeos e baboseiras diversas.

Como pretendemos expor ao ridículo diversos personagens da escalada, não poderíamos deixar de começar por dois dos caras mais babacas que já usaram uma sapatilha: Nós mesmos, os donos dessa corporação multinacional, que já rivaliza com a Vale em quantidade de boulders detonados, a UBT Boulder.

UBT: Nome completo, signo e as 3 cores favoritas



Rodras: Rodrigo Barbosa Paranhos, 33 anos, me recuso a responder a última pergunta .
.
.
.


Linha: Alexandre Barbosa Paranhos, 18 anos..vou me abster também...quem esta escrevendo essas perguntas estúpidas?


.

UBT: Afinal, qual dos dois é o mais velho?

Linha: O Rodras leva o mais em praticamente todos os aspectos: mais velho, mais baixinho, mais peludo. A exceção fica no critério mais bonito, nossa mãe nunca escondeu a preferência dela, mas esse é um assunto delicado, fica para uma outra oportunidade...
Rodras: Pelo no peito e excesso de testosterona, eu roubava o lanche do Linha no recreio, por isso ele ficou assim, magrelo...
.
.
UBT: Estão discutindo por ai quem mandou o primeiro 11a do Brasil. As más línguas dizem que quando vocês começaram a escalar, por volta de 64, o 8º grau era o limite.

Rodras: Aquilo é que era escalada. Kichute, corda bacalhau, parede vertical. O vergonhoso era agüentar aquela galera toda de calca de lycra...
Linha: Hahahaha. Era foda mesmo, mas é melhor mudarmos de assunto, alguns deles ainda escalam, e podem estar lendo essa entrevista...
.
.
UBT: E quanto ao oitavo grau?

Linha: Acho que era o limite mesmo, se não me engano uma das vias mais difíceis era a Décima Sinfonia, no Anhangava. Hoje a via foi extendida, e quase foi mandada pelo Moleza, o monstro da escalada brasileira. Lembro de ter visto o Cony escalando o teto do visual, em Bragança (ainda tinha agarras naquela época) e foi impressionante. Eu achei difícil fazer em artificial (A0), imagine escalando.
Rodras: E desde quando você entende de artificial?? Voce não passava de um magrelinha naquela época, não que as coisas tenham mudado...

.
.

UBT: E a idéia do evento, o Ubatuboulder, como surgiu?

Linha: O objetivo inicial era ficar rico rápido, sem muito esforço. O pico era bonito, a escalada era boa, poderíamos cobrar quanto quiséssemos pelo acesso.
Rodras: Só teríamos que comprar o Pontão e cercar a área!
Linha: Era uma idéia perfeita, até que um estraga prazeres nos disse que a área era da Marinha, e não poderia ser vendida, aquele papinho de advogado defensor dos Direitos Humanos...Foi um dia triste...
Rodras: Depois disso só nos restou convidar todo mundo para ir escalar, de graça mesmo...

.
.
UBT: E as camisetas, como surgiu a idéia? Quem faz os desenhos?

Linha: Essa é fácil, não tem nada a ver com dinheiro, apenas não agüentávamos mais ver aquele monte de escalador mal vestido.
Rodras: Os desenhos são feitos por alguns imigrantes. Eles ficam presos , quer dizer, moram no porão, onde trabalham os outros costureiros.
Linha: Cala a boca, imbecil!

.
.
UBT: Ouvi dizer que vocês não trocam de roupa em viagens de escalada. Procede?

Rodras: Isso é mentira, uma calunia. Estão distorcendo os fatos. Trocamos de roupa todos os dias, a diferença é que colocamos a mesma roupa para escalar. Temos uma roupa para escalar e outra para a noite, pós banho. É a lei!
Linha: Hahahaha! Em uma das viagens, depois de 10 dias, minha cueca arreou. Perdeu o elástico...tive que abandoná-la...para reciclar, e claro!

Rodras: A verdade e que agora nos damos ao luxo de trocar pelo menos a camiseta. A cueca ninguem ve, entao não tem tanto problema...
.
.
UBT: E vocês não têm vergonha?

Linha: (falando baixo, meio de canto) Eu tenho vergonha do meu irmão, principalmente quando ele enche o crash pad de pelo...
Rodras: Já passei da idade de ter vergonha... faz tempo
.
.
UBT: Como a entrevista não esta sendo muito produtiva, vamos finalizar. Qual a sua camiseta UBT Boulder preferida?
.
Linha: Reglete, Vinho!!!
Rodras: Todas, os desenhos são irados!!!
Linha: Que auto-puxação de saco...
Rodras: Mas como eu tenho que escolher, fico com a V Boulder Cinza
.
.
UBT: Muito obrigado, Rodras e Linha! Sucesso! Em breve voltaremos, com mais um personagem perdendo o seu precioso tempo respondendo nossas perguntas.





4 comentários:

Alessandra disse...

Ô Adorei, meninos!!Eu adoro ler novidades na escalada, mas andava achando muito chato vários blogs na mesma estilera, tudo a mesma notícia praticamente, um tédio, já. Eis que surge super-mários-brós, só vocês poderão nos salvar hehehe Parabéns, adorei.Bjos e ah, bora fazer um floripa boulder??

Preto disse...

Boa seu Cuzões......
Mandaram bem, e ai vai aparecer ou vão amarelar? tão com medinho do porradabol? HAHAHA
Valeu.
Preto.
Valorizando todos.

Anônimo disse...

Até parece que vcs não usavam calça de lycra né?!?!?!?

Glau disse...

O Linha até hoje pede emprestado as minhas calças de lycra! é uma briga em casa!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...